Candeias-MG

 

"Bença, Pai"; "Bença, Mãe"!

 


"A bênção paterna fortalece a casa de seus filhos, a maldição de uma mãe a arrasa até os alicerces" (Eclo 3,11).

 

Refletindo sobre esse versículo que nos mostra que a bênção dos pais é de fundamental importância em nossas vidas, me reporto à fala do final da missa, presidida por Padre Reinaldo no dia 01/01/12 na Matriz. Nesta fala ele propôs o resgate de alguns bons costumes que no nosso dia-a-dia vamos deixando de praticar, dentre eles, pedir a bênção aos pais. Ele nos dizia:

_ "Quando eu era criança, fui acostumado a pedir a bênção aos meus pais - tão acostumado, quando saía sem ela, parecia que faltava algo à minha segurança, ao menos quatro vezes por dia eu pedia a bênção a meus pais: ao acordar, ao ir para a escola, ao voltar da escola, e ao me deitar."

Hoje, muitos já não acreditam no poder da bênção paterna e nem mesmo ensinam os filhos a pedi-la. É a Sagrada Escritura que nos alerta da necessidade dessa bênção. Toda a Bíblia está repleta de passagens indicando a importância que Deus dá aos pais na vida dos filhos. Os pais são os cooperadores de Deus na criação dos filhos e, dessa forma, são também um canal aberto para que a bênção divina chegue aos filhos.

Uma das maneiras de se obter os favores divinos é através das bênçãos ministradas pelos pais aos filhos, pelos padrinhos a seus afilhados, pelos sacerdotes a pessoas, casas e objetos. É uma proclamação do poderio de Deus que é a fonte de todos os bens, o qual se serve dos homens como instrumento de seus favores celestiais. A bênção ostenta a presença divina invocada com fé e firme esperança. Cristo, antes de multiplicar os pães (Mt 14,19), antes de distribuir o pão que foi transubstanciado no seu corpo (Mt 26,26), antes de partir o pão em Emaús (Lc 24,30), pronunciou uma bênção.

Então, se queremos que nossas famílias sejam abençoadas e vitoriosas, comecemos a abençoar os nossos familiares e com certeza, as bênçãos de Deus irão entrar em nossas casas, porque a benção atrai a graça de Deus. Os pais têm uma missão sagrada na terra, pois deles dependem a geração e a educação dos filhos de Deus. Eles são os primeiros mensageiros de Deus na vida dos filhos, sobre os quais têm o poder de atrair as dádivas de Deus. Não importa qual seja a idade do filho, ele sempre deve pedir a bênção de seus pais. E também não importa se o velho pai é um doutor ou um analfabeto, o filho não deve perder a oportunidade de ser abençoado por ele, se possível todos os dias, mesmo já adulto.

 

REFERÊNCIA

AQUINO, Felipe. Em busca da perfeição. Lorena: Cléofas, 2007.

  Movimentos / Pastorais / Serviços / Liturgia / Batismo / Leitores / Ministros / Coroinhas / Acolhida

< Voltar a Página Inicial